Translate

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Memes do carnaval



Para a maioria das pessoas carnaval é diversão, pegação, alegria, época de liberar geral, se vestir do sexo oposto...

Confira a baixo os melhores memes do carnaval brasileiro

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Estabelecimentos com nomes bizarros #01


O brasileiro precisa ser estudado pela ciência, até uma coisa simples como criar um nome de estabelecimento comercial eles fazem piadas, e pior que nem os funcionários do cartório notaram, e se notaram, registraram assim mesmo só pra zoar com os donos, confira...


Onde posso comprar medeira para fazer minha casa na praia?



- Mãe to indo no bar.
- Que bar?
- MasturBar!



- Que tal irmos em um barzinho?
- Qual?
- Vamos no Cú Bar



Estava indo trocar de carro quando...



Dizem que este é frequentado por padres e bispos...



Bateu aquela fome, fui procurar um lugarzinho agradável para comer...



Ta certo que a cerveja é dourada, mas colocar este nome no bar...



Frequentado pelas forças armadas...



Eita criatividade hein...



Achei meio ofensivo...



Tai um lugar que não me daria vontade de fazer uma refeição...



Tá certo esse teu internetez....



Eita, alguém tem coragem de comer aqui?



Meio sugestivo este nome de boate, digo restaurante...



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Especial Carnaval


O Carnaval festa de origem pagã: entre os egípcios havia as festas de Ísis e do boi Ápis; entre os hebreus,as festa das sortes; entre os gregos, as bacanais; em Roma, as lupercais, as saturnais. Festins, músicas estridentes, danças, disfarces e licenciosidade formavam o fundo destes regozijos.
Pelo seu lado, os gauleses tinham festas análogas, especialmente a grande festa do inverno a que é marcada pelo adeus à carne que a partir dela se fazia um grande período de abstinência e jejum, como o seu próprio nome em latim "carnis levale" o indica.

Para a sua preparação havia uma grande concentração de festejos populares.
Cada lugar e região brincava a seu modo, geralmente de uma forma propositadamente extravagante, de acordo com seus costumes.
Pensa-se que terá tido a sua origem na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C, através da qual os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses.
Passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C. antes da Quaresma.

É um período de festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média.
O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XX.
A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo.
Cidades como Nice, Santa Cruz de Tenerife, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspiraram no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas.


Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque.
O Carnaval do Rio está atualmente no Guinness Book como o maior Carnaval do mundo, com um número estimado de 2,5 milhões de pessoas por dia nos blocos de rua da cidade.
Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade do Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo.


Origem e História:
A festa do carnaval surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma.
Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma.
A palavra "Carnaval" está, desse modo, relacionada com a ideia de "festa do adeus à carne" marcado pela expressão carnis levale, que, acabou por formar a palavra "Carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "levale" significa retirar.
Era o último dia, então, que se podia comer carne, seguindo-se posteriormente o rigoroso jejum, com abstinência de alimentos de origem animal.


Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-Feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira (Terça-Feira Gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras).
O termo mardi gras é sinônimo de Carnaval.

O Carnaval da Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia, bebia e participava de alegres celebrações e busca incessante dos prazeres.
O Carnaval prolongava-se por sete dias nas ruas, praças e casas da Antiga Roma, de 17 a 23 de dezembro.
Todas as atividades e negócios eram suspensos neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária para fazer o que quisessem e as restrições morais eram relaxadas.
As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas (Saturnalicius princeps) e as tradicionais fitas de lã que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno eram retiradas, como se a cidade o convidasse para participar da folia.

No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos.
Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual.
Sobre a origem da palavra, não há unanimidade entre os estudiosos.
Há quem defenda que a palavra Carnaval deriva de carne vale (adeus carne!) ou de carne levamen (supressão da carne).
Esta interpretação da origem etimológica da palavra leva-nos, indubitavelmente, para o início do período da Quaresma, uma pausa de 40 dias nos excessos cometidos durante o ano, excessos esses que incluem, segundo a religião católica, a alimentação.
Assim, a Quaresma era, na sua origem, não apenas um período de reflexão espiritual como também uma época de privação de certos alimentos como a carne.


Calculo do dia de Carnaval:

Todas as datas eclesiásticas são calculadas em função da data da Páscoa, com exceção do Natal.
Como o Domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a Sexta-Feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a Terça-Feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.


Datas do Carnaval:

O Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa, em fevereiro, geralmente, ou em março. Conforme o Cálculo da Páscoa, ocorre próximo do dia de Lua Nova.
Assim, poderá calhar próximo do ano novo chinês, se calhar antes ou próximo de 19 de fevereiro.
No século XXI, a data em que ocorreu mais cedo foi a 5 de fevereiro de 2008 e a que ocorrerá mais tarde será a 9 de março de 2038, essa data também é a mesma de 9 de março de 1943, a data de carnaval mais tardia do Século XX, assim como a data tardia do Século XIX é 9 de março de 1897, além de ter acontecido duas vezes nesse século, 46 anos antes da data que ocorreu mais tarde no Século XX.
Embora seja possível em outros séculos, o dia do Carnaval não ocorrerá a 3 ou 4 de fevereiro durante todo o século XXI, como exemplo no Século XX a data em que o carnaval ocorreu mais cedo foi a 4 de fevereiro de 1913, outra data que é bastante rara o Carnaval ocorrer é o dia 29 de fevereiro, que ocorrerá em 29 de fevereiro de 2028 e que ocorreu a última vez em 29 de fevereiro de 1876.

Bloco dos Sujos - Florianópolis/SC

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Creepypasta - Jane The Killer



Em uma noite quente de verão, em torno das 4:33 da manhã, Jeff O Assassino fez outra vítima - desta vez, uma jovem esposa, também em seu marido ele causou um traumatismo craniano.
O único a sobreviver foi o bebê do casal de 4 meses de idade, que a polícia encontrou chorando em seu berço.
Ao lado da criança, a polícia encontrou um recado que foi escrito na parte de trás de uma sacola de supermercado, e um celular, fracamente iluminado sob o cobertor do bebê.
A babá que estava o tempo todo trancada no armário, alegou que sentiu o cheiro de perfume feminino barato e encontrou Glitter corporal no berço do bebê.
Mas de quem era isso?
Os policiais foram capazes de decifrar o que estava escrito na sacola de supermercado e aqui está a mensagem:


No celular, um dos policiais encontrou um texto em letras
vermelhas e maiúsculas, com uma foto de Jane... Abaixo está a
foto:



segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Criptozoologia - Mokele-mbembe


O mokele-mbembe seria uma criatura ainda desconhecida pela ciência que supostamente vive ou vivia na África.

A estranha saga do mokele-mbembe (que significa "aquele que interrompe o fluxo dos rios" em lingala) começa em 1776, com uma descrição detalhada da viagem de padres franceses ao centro-oeste da África.
Falam de um animal "que não foi avistado, mas que deve ser monstruoso, pois deixa marcas das patas no solo com 90 cm de circunferência".
Em 1913, o governo alemão enviou o capitão Freiherr Von Stein para estudar em Camarões.


Em seu relatório, jamais publicado, existem relatos de experientes guias de caça do Congo (fronteira), sobre um animal do tamanho de um elefante, cor cinza-amarronzado, pele lisa, pescoço e cauda articuláveis compridos e musculosos e cabeça de serpente, alguns dizem que tem um chifre (ou um só dente).
Vive nas grutas de barro da margem do rio e alimenta-se exclusivamente de vegetais.
Aos poucos os naturalistas passam a definir o "monstro enorme, meio elefante, meio dragão" como um dinossauro, aparentemente próximo dos Saurópodes.


Como a bacia do Congo permaneceu estável no plano geológico e climatológico, e os crocodilos - parentes próximos dos dinossauros - sobreviveram com poucas alterações, a continuação de uma pequena população de dinossauros num meio isolado, estável e adequado não é impossível, apesar de quaisquer provas da real existência da criatura ainda serem desconhecidas.

Especie: Saurópode
Habitat: (aquático)
Localização: Bacia do Congo, Lago Télé.
Descrição: Cor parda com uma pele lisa, o seu tamanho é aproximadamente a de um elefante, pescoço longo e muito flexível e uma cauda longa e muscular com um *chifre*

domingo, 19 de fevereiro de 2017

50 tons de Burger King


Com uma promoção nada convencional e muito ousada a rede de fastfoods Burger King, aproveitou a estréia nos cinemas de 50 tons mais escuros (continuação de 50 tons de cinza) e a data de Valentine's Day, para lançar o "Adult's Meal".

Nada mais romântico do que um jantar à luz de velas, tomando um bom vinho ao som de uma musiquinha relaxante. Ou não.

Se o teu par prefere algo um pouco mais gorduroso, iria ficar feliz em saber que o Burger King está lançando o Adult’s Meal (“refeição para adultos”, uma brincadeira com Happy Meal, o McLanche Feliz).

A caixinha é uma promoção especial para o Valentine’s Day (Dia dos Namorados), comemorado em vários países no dia 14 de Fevereiro.
O combo vem com dois sanduíches Whopper, duas porções de fritas, duas cervejas e, por último – mas não menos importante, um brinquedinho para os adultos.

O vídeo de apresentação da promoção traz como brindes um massageador de cabeça daqueles que arrepiam o corpo todo, um espanador para o pessoal que curte uma fantasia e uma venda, porque nunca é tarde para bancar o Christian Grey.

Infelizmente a caixinha só será vendida em Israel, mas estamos na torcida para que a novidade penetre outros países.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Finalmente lançaram a 2º geração de Pokémon Go


A empresa responsável pelo sucesso mundial de Pokémon Go fez o lançamento antecipado da 2º geração de Pokemon Go ontem dia 16/02 por volta das 21:00 horário de Brasilia são 80 novos Pokémons, além dos regionais da América do Sul, Africa e Ásia.
Além de novas evoluções, itens e avatares.


Os novos pokémons serão da segunda geração, que inclui monstrinhos como Chikorita, Tododile e Cyndaquil, além de outros integrantes dos games "Pokémon Gold e Silver". Alguns dos novos pokémons a chegar no app podem ser vistos no trailer de anúncio do update.


Outras mudanças na atualização incluem melhoras na interface, na captura de pokémons e adição de itens como novas Berries, doces, itens de evolução e a tão esperada Master Ball.

A atualização será liberada até o final desta semana em Pokémon GO para Android e iOS.


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Criptozoologia - Hipogrifo


Um hipogrifo é uma criatura lendária, supostamente o fruto da união de um grifo e um égua. O poema Orlando Furioso (1516) de Ludovico Ariosto contém uma descrição da criatura (canto IV):
18
Non è finto il destrier, ma naturale,
ch'una giumenta generò d'un Grifo:
simile al padre avea la piuma e l'ale,
li piedi anteriori, il capo e il grifo;
in tutte l'altre membra parea quale
era la madre, e chiamasi ippogrifo;
che nei monti Rifei vengon, ma rari,
molto di là dagli aghiacciati mari.
19
Quivi per forza lo tirò d'incanto;
e poi che l'ebbe, ad altro non attese,
e con studio e fatica operò tanto,
ch'a sella e briglia il cavalcò in un mese:
così ch'in terra e in aria e in ogni canto
lo facea volteggiar senza contese.
Non finzion d'incanto, come il resto,
ma vero e natural si vedea questo.

De acordo com as Lendas de Carlos Magno de Thomas Bulfinch:
Como um grifo, ele tem cabeça de águia, patas munidas de garras e asas cobertas com penas, mas o resto do seu corpo sendo de um cavalo. Este estranho animal é chamado de Hipogrifo.
Outra descrição do hipogrifo pode ser encontrada no poema de Arnold Sundgaard, O Hipogrifo:
Égua e Grifo ao se unir e acasalar
Fazem sua cria curiosa sorte compartilhar.
Cavalo com cascos e cauda ao meio é,
O resto Águia, com garras e unhas até.
Como Cavalo ele gosta no verão
De pastar em prados imersos na cerração,
Voar ainda como Águia lhe apraz
Sobre as nuvens como os sonhos é capaz.
Com tal Besta quedei-me encantado,
O Hipogrifo, assim ele é chamado.


Origens e Caracteristicas:


A razão para sua grande raridade é que grifos desprezam cavalos, os quais consideram com os mesmos sentimentos que um cão tem sobre um gato. Tem sido sugerido que essa idéia era tão forte nos tempos medievais que produziu um ditado, to mate griffins with horses ("acasalar grifos com cavalos"), o que significa mais ou menos o mesmo que o dito contemporâneo "quando as galinhas tiverem dentes". Em conseqüência, o hipogrifo era considerado um símbolo da impossibilidade e do amor. Isto foi supostamente inspirado por trechos dos Ecólogos de Virgílio, tais como acasalar Grifos com éguas e nas eras vindouras, tímidos cervos e mastins juntos virão beber..., os quais também seriam a origem do reputado dito medieval, se de fato houver alguma.
O hipogrifo parecia ser mais fácil de domar do que o grifo. Nas poucas lendas medievais onde é caracterizada esta criatura fantástica, ela é geralmente um animal de estimação de um cavaleiro ou de um feiticeiro. Constituía-se num excelente corcel de batalha, capaz de atingir a velocidade do raio. Do hipogrifo é dito ainda ser onívoro, comendo tanto plantas quanto carne.


Hipogrifos na arte e cultura popular:


Entre outros lugares, os hipogrifos são caracterizados:
Nos temas de combate entre animais nos ornamentos de ouro dos Citas podem ser vistos grifos atacando cavalos.
Em Agesilan de Colchos, uma continuação de 'Amadis de Gaula, publicada em 1530.
No O Verme Ouroboros, de Eric Rucker Eddison, 1922.
Em muitos RPGs. No cenário de campanha Eberron de Dungeons & Dragons, o hipogrifo é a besta heráldica da Casa Vadalis.
Em vários livros da série Xanth de Piers Anthony, particularmente Xap Hippogriff.
No vídeo game Demon's Crest do Super Nintendo, onde há um miniboss alado descrito como um hipogrifo.
Na série de jogos para PC Warcraft, como uma unidade de combate voadora dos Night Elves em Warcraft III, e como transporte de jogadores em World of Warcraft.
Em vários livros da série Harry Potter, bem como no filme Harry Potter e o Prisoneiro de Azkaban, onde foram incluídos hipogrifos como Buckbeak ou Bicuço, propriedade de Hagrid e amigo de Harry. No filme Harry Potter e o Cálice de Fogo, Jarvis Cocker canta uma canção intitulada Do The Hippogriff.